Image Map

terça-feira, 24 de março de 2015

(Resenha) Lado a lado - Sérgio Chimatti

Título: Lado a Lado - A vida sabe a melhor resposta


Autor: Sérgio Chimatti

Ano: 2013  

Páginas: 407

Editora: Vida & Consciência



Sinopse: Salete é uma adolescente que se apaixona perdidamente por sua amiga Dóris. Muito geniosa, determinada e imatura, Salete não consegue lidar com esse amor, confundindo com sentimento de posse. Acaba se envolvendo num mundo de violência e obsessão, cometendo erros que terão graves consequências.
Ela se revelará um espírito ávido por progresso e aprimoramento, vivenciando intensamente o implacável processo de ação e reação ao relacionar-se com afetos e desafetos. Será necessário muito amor e coragem se ela quiser redimir-se, aprender e evoluir, Salete nos conta, com ajuda de seus diários, suas dores, seus medos, suas alegrias e seus conflitos.



***


Este romance é dividido em 3 partes que nos fazem entender todo o processo de evolução dos personagens e a razão por trás dos acontecimentos.

Na primeira parte temos a vida da Salete narrada em seu diário. Não existe nada mais íntimo e pessoal pois é neste pequeno caderno que temos a coragem de expor nossa alma. Como acreditamos que ninguém irá lê-lo deixamos fluir em cada palavra todos os sentimentos e emoções vividos. Abrimos nossa alma, nos despimos de tudo o que nos causa dor e celebramos nossas alegrias.

Assim ao ler este diário da Salete conseguimos chegar até a sua essência e tocamos o seu espírito.

Salete é apaixonada por sua melhor amiga Dóris. Quase vira uma obsessão pois ela acredita que a amada lhe pertence. Por isso quando a Dóris engravida do namorado a Salete a incentiva a fazer um aborto.

Como a Dóris entra numa profunda depressão acaba tentando o suicídio. E é neste momento que elas se envolvem.

A partir daí suas vidas ficam mais confusas pois a Salete quer ter a Dóris somente para si e a Dóris não quer ser sua amante.

Elas se separam e cada uma toma um rumo na vida. Dóris se casa com o Felipe e a Salete se deixa envolver pelo lado escuro.

Na segunda parte temos a experiência vivida pela Salete no astral. É explicado o porquê das coisas terem acontecido e assim a Salete começa a sua evolução espiritual.

Conhecemos a colônia na qual ela passa a residir e seus aprendizados com os companheiros de eternidade.

Na terceira parte temos sua volta ao mundo dos encarnados. Agora como Dara ela passa por uma experiência traumática e brutal. Como consequência tem que fazer uma difícil escolha entre ser ou não mãe de um fruto dessa violência.

Temos diversos outros personagens nesta trama que proporcionam lições importantíssimas e profundas para o leitor.

Os temas aqui abordados são considerados tabus por muitas pessoas: homossexualidade, estupro, aborto. E foram descritos de forma primorosa pelo Sérgio. Ele uniu numa única história vários assuntos que muitos preferem manter escondido debaixo do tapete ou dentro do armário e nos mostra como o ser humano é pequeno.

Vivemos numa sociedade preconceituosa e hipócrita. Não aceitamos a pessoa como ela verdadeiramente é e ainda nos sentimos no direito de ficarmos ofendidos quando ela resolve se mostrar.

Salete era lésbica e não contava para as pessoas pois sabia que seria rejeitada. O filho da Dóris era homossexual e foi expulso de casa pelo pai que não aceitou ter um filho estragado. E por causa desta rejeição quem mais sofreu foi exatamente quem rejeitou pois perdeu a chance de conviver com o filho durante o curto período que ele passou neste mundo.

O aborto é amplamente praticado e continuamos a fingir que não. São milhares de crianças impedidas de viver por causa de mulheres que não se importam com o mal que causam. Para elas é apenas um problema resolvido. Não desejo ser mãe então mato o ser que carrego no meu ventre. Muito triste esta situação.

O estupro que resulta numa gravidez é outro tema polêmico pois coloca a grávida entre a razão e a emoção. Legalmente ela está amparada mas psicologicamente está completamente só.

Ainda temos outros casos interessantes para estudar nesta história: O dirigente de uma casa espírita que se coloca num pedestal e se acha no direito de julgar quem vai trabalhar na casa a partir da sua opção sexual.

O trabalhador desta mesma casa que trai a esposa com outra colaboradora dos serviços e que também é casada. E que joga a “culpa” na esposa traída que teve depressão após a morte do irmão e fico com problemas psicológicos que a fizeram não querer se relacionar mais com o marido (em vez de pedir a separação e agir como homem ele prefere trair e culpa-la por isso).

A depressão. Esta é a doença que mais mata no mundo e não lhe damos o seu devido valor. Quando a pessoa cai neste abismo somente se levanta e sai se tiver ajuda. Em muitos casos a família só percebe quando não tem mais tempo.

A adoção feita por um casal de homossexuais. Por mais que a pessoa diga que é liberal fica com preconceito nesta hora. A principal pergunta feita é: E se a criança pegar esta doença e virar homossexual também? Como se a homossexualidade fosse uma doença extremamente contagiosa. Basta olhar para um gay e pronto. Pegou a doença. (Só rindo para não chorar).

Como podem ver são muitas lições a serem aprendidas e várias mensagens a serem absorvidas pela alma do leitor.

Lado a lado nos ensina a valorizar a vida. Nos mostra o quanto estamos perdendo ao alimentar o preconceito, o orgulho, a mágoa, o ódio. Que o amor sempre liberta. Que mesmo que não entendamos o porquê das coisas acontecerem não significa que sejam para o nosso mal. As vezes a vida nos traz o que lhe pedimos apenas para nos mostrar que aquilo não trará a felicidade que almejávamos.

Deus nos dá uma chance maravilhosa para expiar nossos erros ao nos permitir encarnar neste planeta. Ele não nos pune por estes erros. Somos nós que escolhemos a melhor maneira para nos redimir perante a nossa consciência (que é o verdadeiro juiz da questão). Mas muitas pessoas simplesmente se negam a cumprir o prometido e acumulam uma carga negativa ainda mais pesada nas suas bagagens.

Recomendo esta leitura para quem quer evoluir como pessoa e assim poder evoluir como espírito. Leiam com a mente, o coração e a alma abertos. Se deixem tocar pelo espírito da Salete e aprendam com ela como fazer a vida valer a pena.


Um leve bater de asas *O:-) anjinho  *O:-) anjinho  para todos!!!!

Khrys Anjos

2 comentários:

  1. Khrys
    Não conhecia o livro e pela resenha gostei do tema. Não sou espírita mas acredito que estamos aqui para evoluirmos espiritualmente e gosto deste tipo de leitura pois aprendo sempre muitas coisas interessantes. Vou anotar o nome.
    Abraços,
    Gisela
    @lerparadivertir
    Ler para Divertir

    ResponderExcluir
  2. Khrys!
    Gosto de livros com cunho espiritual, porque sempre podemos aprender muito e evoluir um pouco em nossos conhecimentos, mudando nossas atitudes e evoluindo espiritualmente.
    Adoro esse tipo de leitura.
    Amei sua resenha!
    Muita luz e paz!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir