Image Map

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

(Resenha) Vá em frente! - Zíbia Gasparetto

Título: Vá em frente!

Autora: Zíbia Gasparetto

Editora: Vida & Consciência

Ano: 2016

Páginas: 215



Sinopse: Por meio de textos curtos, porém marcantes e que fomentam profundas reflexões, Zibia Gasparetto convida o leitor a debater ideias, buscando promover o progresso e o bem-estar de todos.
Em Vá em frente, você encontrará artigos sobre os mais variados temas.
Nele, Zibia ensina que, para que a vida mude, é preciso ficar na alegria, acreditar no melhor e colocar-se em primeiro lugar, cultivando a fé na vida.




***



Temos reunidos neste livro 50 textos que irão atingir o leitor de forma profunda, pois o colocará de frente para o espelho. São conselhos que apenas uma avó amorosa é capaz de dar a um neto.

O que transforma a leitura em algo realmente edificante é o fato de que são as experiências vivenciadas pela Zíbia. Ela transmite através de cada texto a sabedoria adquirida em seus 90 anos de vida.

E mostra uma maneira eficaz de como progredir na vida: olhar para frente. O que isto quer dizer?

Tudo o que vivemos nos trouxe a este exato ponto da nossa vida. Cada momento de alegria ou de tristeza teve a sua importância ao nos ensinar a lição que deveríamos aprender com aquela situação.

Mas não devemos nos prender a eles. Principalmente os ligados a dor e ao sofrimento. Seja nosso ou de um ente querido ou mesmo de um desconhecido.

A mídia alimenta as sombras ao mostrar de forma desnecessária os pormenores das tragédias que acontecem no mundo. Ao pararmos para assistir a um telejornal nos deparamos com cenas grotescas que não precisariam ser apresentadas ao público. Os jornais e revistas sensacionalistas se comprazem em minuciar os acontecimentos mais tristes que envolvem a morte de uma ou de várias pessoas. E para que fazem isso? Apenas para espalhar o medo na população, pois é disso que os seres trevosos se alimentam.

A pessoa começa a ter medo de sair de casa com receio de que aquela violência a atinja. Uma grande ilusão. Não é por que leio sobre um acidente de carro que ao pegar a estrada irei ser a próxima a estar na capa de um desses jornais ou revistas. Nem mesmo me trancar dentro de casa impedirá que algo que deve acontecer aconteça. 

Não adianta tentar driblar a vida (ou neste caso a morte). O que tem que acontecer irá acontecer de uma forma ou de outra. Então por que se privar de fazer algo por medo de que algum ruim aconteça?

O que temos que colocar como diretriz na nossa vida é não deixar nada para depois. O amanhã pode não chegar para todos. Se você ama uma pessoa, diga para ela hoje. Viva cada minuto como se fosse o último (seu ou do outro), mas não se agarre a morte.

A única certeza que podemos ter é que a morte chega para todos. Pode ser hoje, amanhã, daqui a 30 ou 70 anos. Esta é a lei da vida. O que não podemos fazer é sentar num sofá ou deitar numa cama e esperar por ela.

Nossos pensamentos criam o tipo de vida que levamos. Ficar focado no mal, falar sobre os defeitos das outras pessoas, passar o dia de cara feia, reclamar de tudo e de todos, se colocar como vítima são atitudes que só atraem coisas realmente ruins para a pessoa.

Controlar os pensamentos é o caminho para se chegar a tão almejada paz. E esta paz deve vir de dentro de cada indivíduo antes de alcançar o planeta.

Como se consegue isso? Procurando o autoconhecimento. Somente você é capaz de se conhecer verdadeiramente. Busque informações em livros e sites que o levem ao encontro de si mesmo. Olhe para dentro de você e se enxergue. Se ame e permita que este amor se espalhe ao seu redor.

Vá em frente. Dê o primeiro passo em direção a sua evolução. Eu indico a leitura desta obra como ponto de partida para a mudança que tanto deseja ver acontecer na sua vida.

O que você costuma fazer ao chegar perto de uma rosa? Eu a cheiro para sentir o seu aroma.

E é assim que devemos fazer com tudo na nossa vida: Sentir.

Quando abrimos a nossa consciência passamos a ficar mais sensíveis com relação a energia emanada pelas outras pessoas. Se não aprendermos a nos controlar passamos a funcionar como esponjas que sugam tudo o que nos ronda.

Temos que tomar cuidado, pois se os nossos pensamentos forem voltados para as coisas ruins, é exatamente isso que atrairemos.

Ficar parado no meio da estrada atrapalha a própria evolução e dificulta a caminhada de quem vem atrás. E se fizer isso, a vida se encarregará de empurrar a pessoa para frente. Esta experiência, na maioria das vezes, é bem dolorosa.

Quer ter um bom dia? Comece abrindo a janela e desejando ao novo dia que se inicia que ele seja maravilhoso. Vá desejando isto para todas as pessoas e animais (sim, deseje isso para os nossos irmãozinhos de jornada também) que cruzarem o seu caminho (mesmo que não receba um bom dia de retribuição). Mas faça isso com um sorriso sincero no rosto ok?

Permita a chegada das coisas boas que tanto almeja na sua vida.

O momento que estamos vivendo exige esta mudança imediata na nossa forma de conduzir o nosso futuro.

A melhor maneira de fazer com que a outra pessoa se interesse por ler um texto é falar da própria experiência. Assim quem está lendo pode sentir o que o outro sentiu e se coloca em seu lugar.

É como estar diante de um espelho. Ver (ler) sobre algo que aconteceu na vida de uma pessoa e que esteja acontecendo conosco nos mostra o caminho que também podemos seguir.

Uma coisa que a Zíbia descreveu no capítulo 16 me fez refletir sobre o nível dos meus pensamentos. E me mostrou como devo agir daqui para frente.

Muitas pessoas acham difícil mudar velhos hábitos, mas posso dizer que quando o desejo vem da alma a mudança ocorre naturalmente.

Para que ocorra uma grande transformação na humanidade, primeiro deve haver uma transformação pessoal em cada indivíduo. O foco deve ser em nós mesmos e não no outro.

Manter a mente em constante vigilância para quando surgir um pensamento ruim logo o substituir por um agradável.

Parar de dar ênfase para a violência, para o mal.

Temos que pensar, falar e agir da mesma maneira. Tem que existir a sincronia entre estas três ações.

O futuro não deve se tornar uma obsessão. Podemos programar coisas que queremos fazer daqui a uns 5 anos, mas tendo a noção que o tempo poderá mudar drasticamente o que desejávamos ontem.

O passado serviu para nos trazer até aqui. Sejamos grato à ele e o deixemos passar, literalmente.

Ou seja, temos que dar a devida importância ao momento que realmente importa: o agora. Passar a sentir verdadeiramente tudo o que nos rodeia.

Deixar que o outro viva a própria vida. Podemos auxiliá-lo, mas jamais carregar por ele a sua cruz.

Este livro é um presente valioso. Se quer demonstrar o quanto se importa com uma pessoa lhe ofereça esta dádiva.

A Zíbia mostra nestes textos um caminho e vai depender do leitor segui-lo ou não. Tudo é uma simples questão de escolha.



Um leve bater de asas *O:-) anjinho  *O:-) anjinho  para todos!!!!

Khrys Anjos

Um comentário:

  1. Este livro é fascinante, temos que pensar, falar e agir com alegria e muita coerência, assim viveremos em um mundo melhor, e deixaremos um mundo melhor para nossos entes queridos. Elita/Brasília-14/12/2016

    ResponderExcluir