Image Map

sábado, 10 de outubro de 2015

(Entrevista) Autora Alessandra Tavares

Oi Galera.



Em comemoração ao niver do blog estamos de volta com a nossa coluna de entrevistas. E minha primeira “vítima” deste ano é a autora Alessandra Tavares:



1. Se apresente para nós. Diga nome, idade, se é casada, se tem filhos – humanos e/ou animal – e como as pessoas a veem.

Meu nome é Alessandra, completo 21 anos dia 13 do mês que vem e nasci na cidade de Campinas, interior de São Paulo. Não sou casada nem tenho filhos “humanos” – mas meus cachorros, passarinhos e tartaruga fazem parte da família. Meus amigos dizem que sou divertida e eu gosto que as pessoas se sintam à vontade perto de mim.



Olhem o carinho com que o papai Johnny cuida dos seus bebês. A Alê ficou com o que está no meio e seu nome é Jake. A mamãe Carmela não está na foto pois ela mora na casa ao lado kkkkkkkkk 



2. Fale um pouco sobre “Amor em Processo”:






“Amor em Processo” é um livro que não se concentra apenas no desenrolar da relação entre ‘mocinho’ e ‘mocinha’. O enredo é algo muito mais profundo para a Paola Conte, porque ao mesmo tempo que ela toma sérias decisões quanto a vida amorosa, ela está correndo atrás dos seus sonhos, tendo altos e baixos com as amigas e aprendendo mais sobre si mesma. A trama tem muito da minha vida pessoal.










3. Você acredita em “almas gêmeas”?

Para começar acho importante lermos isso:
“O conceito da alma gêmea foi criado por Platão que em seu livro O Banquete tenta definir o que é o amor. E nessa busca, muitos convidados de uma festa, cada um por vez, faz um elogio ao deus Eros (deus do amor). No entanto, quando toma a palavra o comediógrafo Aristófanes, ele faz um discurso que se imortalizou como a teoria da alma gêmea. Aristófanes começa dizendo que no início dos tempos os homens eram seres completos, de duas cabeças, quatro pernas, quatro braços, o que permitia a eles um movimento circular muito rápido para se deslocarem. Porém, considerando-se seres tão bem desenvolvidos, os homens resolveram subir aos céus e lutar contra os deuses, destronando-os e ocupando seus lugares. Todavia, os deuses venceram a batalha e Zeus resolveu castigar os homens por sua rebeldia. Tomou na mão uma espada e cindiu todos os homens, dividindo-os ao meio. Zeus ainda pediu ao deus Apolo que cicatrizasse o ferimento (o umbigo) e virasse a face dos homens para o lado da fenda para que observassem o poder de Zeus. Dessa forma, os homens caíram na terra novamente e, desesperados, cada um saiu à procura da sua outra metade, sem a qual não viveriam. ”
Agora vou responder à pergunta já que você está me dando a oportunidade de expressar minha opinião. Eu creio piamente na Bíblia como Palavra de Deus e ela não cita que haja um cônjuge específico escolhido para cada pessoa. Então eu não acredito em almas gêmeas. O que eu acredito é que podemos apresentar nossa vida amorosa a Deus e pedir discernimento na caminhada da vida onde eventualmente podemos conhecer a pessoa com quem iremos nos casar. Eu creio que o Senhor prepara, orienta e abençoa. Mas imagine se eu, com minha cabeça dura, acabo não me casando com minha “alma gêmea”? Essa atitude quebraria todo o “sistema” amoroso do Brasil – até do mundo. Por isso não acho que existe apenas um homem certo para mim, porque se por alguma falha minha ou dele não ficássemos juntos, entraríamos numa fria (para dizer o mínimo). Então, sabendo que não existe apenas uma pessoa para mim, o que eu faço? Oro e peço a orientação de Deus, para que na hora certa e com a pessoa certa eu saiba o que fazer. E, claro, algumas pessoas simplesmente não se casam, são felizes sozinhas.

Por isso sempre falo para as pessoas que querem um relacionamento sério saber fazer o seu pedido a Deus. Se pedires apenas um parceiro terás que se contentar com qualquer um que aparecer mas se pedires um companheiro Deus enviará aquele que te completará. 


4. Em quem você se inspirou para criar o Samuel Navas?

O livro “Fiquei com o seu número” da Sophie Kinsella me influenciou na escolha do nome e em alguns traços da personalidade. Os aspectos profissionais vieram de um colega meu. O restante foi fruto da minha imaginação.


5. Se o seu livro virasse filme, quem faria parte do elenco?

Falar sobre isso é sonhar muito alto (risos) mas um amigo já me fez a mesma pergunta. O problema é que não consigo imaginar “Amor em Processo” como um filme. Para mim, não seria bacana. O que eu desejo é que ele seja apreciado no papel e na imaginação de cada leitor. Eu, por exemplo, tenho em mente todos os personagens e a maioria não se parece com atores e atrizes que “conheço”.

Agora fiquei mega curiosa para descobrir como são os personagens na sua mente kkkkkk


6. Qual o seu gênero literário favorito? Cite alguns livros deste gênero para os leitores.

Eu amo romances e chick-lits! Indico o livro já citado da Sophie Kinsella, Anna e o Beijo Francês - Stephanie Perkins, As Bem Resolvidas (?) - Luis Eduardo Matta e Tinha Que Ser Você - Cristiano Netto.


Também amo chick-lits e estou louca para ler o da Sophie. Li o Anna e o Beijo Francês e gostei bastante. Agora me fizestes colocar mais um na minha lista de desejados: Tinha Que Ser Você.

Fiquei com o seu númeroAnna e o Beijo FrancêsAs Bem Resolvidas (?)Tinha Que Ser Você





7. Sua família apoiou sua decisão de ser escritora? Como eles receberam a sua história?

Quando comecei a escrever, não contei para ninguém. Quando estava na metade do romance, comentei com um amigo de infância. Aí sim falei com minha mãe e depois com o meu pai. E eles me apoiaram, vibraram comigo, ficaram orgulhosos. As outras pessoas próximas só ficaram sabendo quando estava tudo pronto e o dia do lançamento marcado. Eu prefiro anunciar quando está tudo decretado.


8. Acredita que o amor pode curar um coração ferido?

Como eu já disse, valorizo muito a vida espiritual e quando meu coração está em pedaços é o amor de Deus que faz tudo ficar bonito novamente. O amor é assim. A maioria pensa que o amor é ruim, que ele machuca e etc, mas as pessoas confundem rejeição e solidão com o amor. O amor em seu mais puro sentido faz tudo ficar bem novamente, ele cura e não machuca. Mas se você que está lendo sofre por alguém e quer ‘curar’ seu coração partido se envolvendo com outra pessoa, eu não aconselho.

Certíssima. As pessoas confundem muito paixão com amor.



9. Tem algum outro projeto em mente? Quando teremos a honra de ler mais uma história narrada por você?

O spin-off de “Amor em Processo” está pronto, mas o caminho entre o Word do meu computador e a livraria é bem longo, então peço que torçam por mim, pois o novo trabalho foi feito com muito carinho e, claro, com mais experiência.

Estou aqui como líder de torcida com os pompons e tudo mais. Espero que chegue logo o dia da publicação.




10. Cite 10 livros de autores nacionais que te marcaram:

Além de romances e chick-lits, leio livros de Teologia. Gostei muito da coleção profetas menores (JUERP) do Isaltino Gomes e dos comentários expositivos do Hernandes Dias Lopes para a editora Hagnos.


11. Já pensou em escrever em outro gênero, fantasia por exemplo?

Não.


12. Como surgiu esta história?

A partir do que fiquei 'sonhando' enquanto estava acordada, na verdade.



13. Acredita que uma semana pode mudar a vida de uma pessoa para sempre? Já lhe aconteceu algo assim?

Claro! Minha vida não é contada em meses ou anos, mas em segundos, minutos, horas, semanas. Se em um minuto somos capazes de atitudes com potencial para modificar a vida para sempre, quanto mais em uma semana? Eu já conheci pessoas e passei por experiências em um período de uma semana que mudaram a minha vida. E as coisas são assim...

Isso é viver. Valorizar cada segundo.


14. O que te deixa feliz?

Ser fiel ao meu trabalho com as crianças (eu amo dar aulas), ter uma consciência limpa e valorizar os relacionamentos verdadeiros.

Você está realizando três regras básicas para ser verdadeiramente feliz: trabalhar no que gosta e fazer isso com amor, poder dormir sabendo que sua mente está tranquila e dando valor aos relacionamentos que são realmente importantes.


15. Deixe uma mensagem para os leitores:

A mensagem que eu sempre falo e provavelmente sempre vou falar. No caminho rumo aos seus sonhos: comece onde você está, use o que você tem e faça o que você pode!

Palmas. Muitas palmas.


*** 

Espero que tenham gostado de conhecer a mulher por trás da autora.

Adorei este bate-papo com a Alê. Suas respostas nos mostram o quanto és madura para seus 20 quase 21 anos.

Aproveito para lhe desejar um Feliz Aniversário. Que continue irradiando esta energia e este brilho no olhar. E  que Deus lhe abençoe com todas as coisas boas que estão guardadas para você.


Um leve bater de asas *O:-) anjinho  *O:-) anjinho  para todos!!!!

Khrys Anjos

3 comentários:

  1. Adorei a entrevista com a Alessandra Tavares. O filhote dela é muito fofinho. Sucesso para vocês!

    ResponderExcluir
  2. Foi um prazer conhecer mais um pouco da autora. Gostei da foto dos cachorros. São lindos! Algumas coisas que ela respondeu aqui na entrevista me deixaram bastante satisfeita. Espero ter a chance de conhecê-la pessoalmente numa bienal. Parabéns pela linda entrevista.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Que fofa a autora...

    ResponderExcluir